terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Currículo

Ademiro Alves de Sousa
(São Paulo – S.P - 1983).

Sacolinha, nome artístico de Ademiro Alves de Sousa.
Graduado em Letras pela Universidade de Mogi das Cruzes.

TRAJETÓRIA
2002:
Março:
Começa a pegar gosto pela leitura.

Junho: Começa a escrever.
Dezembro: Cria o Projeto Cultural Literatura no Brasil.

2003:
Setembro:
É premiado no 2° Concurso “ARTEZ”, com o conto urbano “Um dia comum”.


2004:
Abril:
Começa a escrever o seu primeiro livro.

Maio: Participa da revista Caros amigos "especial" ato III.
Outubro: Participa da coletânea “ARTEZ” vol. V - Meireles editorial.
Novembro: Termina a produção do seu primeiro livro.
Dezembro: Assume a presidência do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Sócio cultural Negro Sim.
Escreve o conto “Pacífico Homem Bomba” que foi adaptado para o teatro.
Participa da Antologia “No limite da palavra”; editora Scortecci.
Participa da antologia poética: “O Rastilho da Pólvora” do Projeto Cooperifa, (Cooperativa Cultural da Periferia).

2005:
Janeiro:
É convidado para assumir a Coordenadoria Literária na Secretaria Municipal de Cultura de Suzano – SP.

Março: Assume oficialmente a Coordenadoria Literária em seu município.
Abril: Seu estilo literário começa a ser estudado em universidades:
USP- Universidade de São Paulo.
UMC- Universidade de Mogi das Cruzes.
Anhembi Morumbi - SP
Universidade Metodista - SP
Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Maio: Cria o sarau Pavio da Cultura.
Agosto: Lança oficialmente o seu primeiro livro. O romance contemporâneo “Graduado em Marginalidade” em Suzano – SP, pela editora Scortecci.
Lança o “Graduado em Marginalidade” em Cambuí, Minas Gerais.
Setembro: Escreve o posfácio do livro “O trem – Contestando a Versão Oficial”, do escritor Alessandro Buzo.
Outubro: Começa a vender livros nas noites de São Paulo.
Inicia a produção do seu segundo livro: “85 Letras e um Disparo”.
Novembro: Produz o Vídeo-documentário do Projeto Cultural Literatura no Brasil.
Dezembro: Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária”, que reúne 20 escritores inéditos e é resultado do 1º Concurso Literário de Suzano.
Participa do livro Cadernos Negros vol. 28 – Contos Afro-Brasileiros.
Recebe o “1º Prêmio Cooperifa”.
Funda oficialmente a Associação Cultural Literatura no Brasil, antes com o nome de “Projeto Cultural Literatura no Brasil”.
Trouxe para a cidade de Suzano os escritores Moacir Sclyar, Ignácio de Loyola Brandão e Fernando Bonassi.

2006:
Fevereiro:
Ingressa no Curso de Letras da Universidade de Mogi das Cruzes.

Março: Finaliza a produção do seu segundo livro, “85 Letras e um Disparo”.
Abril: Começa a produzir o seu terceiro livro, o romance “Estação Terminal”.
Escreve o conto “Devaneio” para a “Revista Palmares” – Cultura Afro-Brasileira nº 2 da Fundação Cultural Palmares – Governo Federal.
Maio: Inicia um projeto com uma série de palestras em escolas públicas e presídios, com o objetivo de incentivo à leitura.
Agosto: Lança a sua segunda obra, “85 Letras e um Disparo” - livro de contos, pela editora Ilustra, em Suzano, SP.
Setembro: É jurado da Seleção Cadernos Negros, volume 29.
Novembro: Recebe dois prêmios literários na Universidade Mogi das Cruzes.
Dezembro: Novamente em parceria com a Prefeitura de Suzano lança a revista “Trajetória Literária II” – Contos selecionados. Projeto que reúne 10 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, também fez o trabalho de revisão.
Participa da antologia Cadernos Negros vol. 29 – Poemas Afro-Brasileiros.
Recebe o “2º Prêmio Cooperifa”.
É jurado do 1º Concurso literário de contos e poesias da FEBEM (Fundação Estadual para o Bem Estar do Menor), atual Fundação CASA.

2007:
Fevereiro:
Cria dentro da Associação Cultural Literatura no Brasil, o projeto “Sarau nas escolas” que percorre diversas escolas ao longo do ano.

Abril: Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a antologia “Novos Talentos da Literatura Brasileira”, que reúne 20 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, também fez o trabalho de revisão.
Setembro: Escreve o prefácio do livro “Noite Adentro” de Robson Canto.
Lança oficialmente o I Concurso de Literatura Erótica da Região do Alto Tietê.
Outubro: Concede entrevista ao Programa do Jô, da Rede Globo de Televisão.
Seus projetos literários junto com sua escrita são temas de trabalhos dos alunos de jornalismo da Faculdade Mackenzie – SP.
Novembro: Lança a segunda edição do livro “85 Letras e um Disparo” pela Global editora.
Inicia a escrita do romance infanto-juvenil “Peripécias de Minha Infância”.
Dá entrevista para as seguintes rádios:
CBN – Programa Revista CBN
Band News
Rádio Globo
Rádio ABC
Rádio Metropolitana
Seus livros são temas de teses das faculdades:
UniCEUB: Centro Universitário de Brasília
PUC – Campinas
University of Utrecht – Faculty of Social Sciences - Holanda

Dezembro: Em parceria com a Ong. Ação Educativa lança a antologia “Literatura no Brasil” que contém poesias e contos dos membros da Associação Cultural Literatura no Brasil. Aqui, além da organização geral, também escreveu a apresentação e dois textos para compor a obra.
Participa da antologia Cadernos Negros vol. 30 – Contos Afro-Brasileiros.
Recebe o “3º Prêmio Cooperifa”.

2008:
Janeiro:
Ministra oficina de incentivo à leitura para 120 professores da rede pública de Suzano.

Fevereiro: Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária III” que reúne 20 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, também fez o trabalho de revisão e assinou o prefácio.
Março: Participa do seminário “Cadernos Negros – Três décadas” um momento histórico do movimento negro de São Paulo.
Abril: Num momento histórico leva para a cidade de Suzano o maior nome da cultura popular brasileira, Ariano Suassuna.
Participa da Revista GRAP – Grafite e poesia, com o poema “Sedução”.
É convidado pela Prefeitura Municipal de Guarulhos para ministrar a oficina “Literatura e Técnicas de redação” na Biblioteca Monteiro Lobato.
Maio: Participa da revista Catarse – publicada pelo grupo de teatro “Neura”.
A poesia “A noite te convida” e o conto “Os prazeres de Sara” ambos de sua autoria, são publicados na antologia “Cadernos Negros – Três décadas” publicação que reúne os 30 anos da Literatura Afro-Brasileira.
Junho: Participa ativamente do VII Congresso DST/Aids em Florianópolis, apresentando o projeto “Pavio Erótico” como um instrumento cultural de combate às DST.
Lança em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Suzano o livro “Amor Lúbrico – Textos para serem lidos na cama” que reúne 22 autores de todo o Estado de São Paulo.
Julho: Numa iniciativa de descentralização da cultura no município de Suzano, o prefeito Marcelo Candido cria três novos centros culturais. O escritor Sacolinha é convidado para assumir a coordenação do Centro Cultural Boa Vista.
Ministra oficina de incentivo à leitura para 90 professores da rede pública de Suzano.
Agosto: Concede entrevista para o programa Manos e Minas da TV Cultura e para a revista Vida Simples.
Visita a cidade de Passo Fundo - RS, onde ministra palestras e seminários sobre seu livro "85 Letras e um Disparo" em escolas, universidades e unidades do SESC.
Setembro: Cria em Suzano o projeto “Fogueira, Literatura e Pipoca” mais uma iniciativa de incentivo à leitura, ao debate e ao fazer literário.
Dezembro: Participa da antologia Cadernos Negros vol. 31 – Poemas Afro-Brasileiros.
Recebe o “4º Prêmio Cooperifa”.
Participa da revista “Não Funciona” nº18
Produz o Vídeo-documentário Literatura no Brasil vol. II
Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária IV” que reúne 22 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, assinou o prefácio.
Conclui o Curso de Letras na Universidade de Mogi das Cruzes – SP.

2009
Janeiro:
Escreve o romance ecológico “O Homem que não mexia com a natureza”.

Concede entrevista para o programa "Provocações" da TV Cultura.
Concede entrevista para o jornal Diário de São Paulo
Concede entrevista para a rádio DS FM – Suzano – SP.
Casa-se com Irlandia Freitas dos Santos, com quem manteve um relacionamento desde 2003.
Ministra oficina de incentivo à leitura para 50 professores da rede pública de Suzano.
Fevereiro: Cria o projeto “Varal Literário” que divulga escritores e poetas de Suzano.
Abril: Traz para Suzano o escritor e roteirista Paulo Lins.
Lança o 5º Concurso Literário de Suzano aberto a todo o Brasil.
Julho: Concede entrevista e é matéria de capa do jornal Boletim do Kaos.
Nasce Alanda Alves de Freitas, sua primeira filha.
Ministra oficina literária no Sesc Consolação - SP.
Agosto: Ministra oficina literária na Casa das Rosas – SP.
Outubro: Entre 2 mil projetos o livro Peripécias de Minha Infância de sua autoria é selecionado pela Bolsa FUNARTE de Criação Literária. A Fundação Nacional de Artes é um órgão do Ministério da Cultura – Governo Federal. Com essa bolsa o autor se dedica integralmente na produção do livro durante um período de 6 meses.
Novembro: Lança a 2ª edição do romance Graduado em Marginalidade pela editora carioca Confraria do Vento.
Dezembro: Participa da antologia Cadernos Negros vol. 32 – Contos Afro-Brasileiros.
Produz o Vídeo-Literatura com oito integrantes da Associação Cultural Literatura no Brasil interpretando seus próprios textos.
Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária V”que reúne 22 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, assinou o prefácio.
O livro Estação Terminal é selecionado pelo ProAC nº 15 (Programa de Ação Cultural) da Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado de São Paulo, para produção e publicação.

2010
Janeiro:
Conclui a escrita de “Peripécias de Minha Infância”.

Deixa o Centro Cultural Boa Vista para assumir a coordenação do Pavilhão da Cultura Afro Brasileira– Zumbi dos Palmares, espaço cultural focado na temática racial.
Fevereiro: Em parceria com o escritor e cordelista Francis Gomes cria o projeto “Livro na Porta” que visita as escolas estaduais da região do Alto Tietê expondo livros à venda de autores regionais.
Abril: Levou para a cidade de Suzano os escritores Milton Hatoum, Zuenir Ventura, Chacal e João Carlos Marinho.
Lança o 6º Concurso Literário de Suzano – Edição Carolina Maria de Jesus, aberto a todo o Brasil.
Implanta o Ponto de Cultura “Círculo das Letras”, um Centro Cultural na periferia do Jardim Revista em Suzano voltado para a Literatura.
Maio: Finaliza a produção do romance Estação Terminal.
Julho: Inicia a produção do projeto de áudio “CD de Literatura”.
Agosto: O romance Graduado em Marginalidade é adotado pele rede de ensino SESI/Suzano para leitura obrigatória.
Faz lançamento duplo dos livros: Estação Terminal (romance) e Peripécias de Minha Infância (infanto-juvenil) e percorre todo o estado de São Paulo com o projeto “Caravana de Lançamentos” visitando cerca de 40 saraus.
Outubro: É convidado pela UNESCO e pelos Ministérios da Justiça, Cultura, Educação e Desenvolvimento Agrário, para desenvolver o projeto “Uma janela para o mundo”, que incentiva à leitura para agentes e internos no Sistema Penitenciário Federal.
Novembro: Inicia o projeto “Uma janela para o mundo” em parceria com a escritora paraibana Maria Valéria Rezende.
Dezembro: Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária VI” que reúne 22 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, assinou o prefácio.



2011


Janeiro: Realiza uma série de saraus nas unidades da Fundação Casa em São Paulo.
Fevereiro: Organiza e lança o CD de Literatura, projeto de áudio e vídeo onde 17 escritores da Associação Cultural Literatura no Brasil interpretam seus próprios textos sem o auxílio de arranjos musicais, usando somente a voz e a entonação.
Cria o projeto Comunidade do Conto, que incentiva a produção literária através de encontros mensais temáticos.
Março: Participa da antologia “Je Suis Favela” publicada na França com participação de nove autores brasileiros.
Abril: Levou para a cidade de Suzano os escritores Fernando Gabeira, Ivana Arruda Leite e Sérgio Vaz.
Lança o 7º Concurso Literário de Suzano – Edição Moacyr Scliar, aberto a todo o Brasil.
Maio: Participa da Feira Literária Internacional de Poços de Caldas (Flipoços) MG.
É contratado pela Prefeitura de São Paulo para ministrar palestras através do Sistema Municipal de Bibliotecas nas unidades da cidade de São Paulo, dentro do projeto “O autor na biblioteca”.
Junho: A rede DS de Comunicação da cidade de Suzano cria a promoção Diário de Suzano + Escritor Sacolinha, onde os assinantes do jornal compram os livros do autor por um preço especial.
Setembro: O livro de contos Manteiga de Cacau é selecionado pelo ProAC (Programa de Ação Cultural), da Secretaria de Estado da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, para produção e publicação em maio de 2012.
Outubro: Realiza a 2ª fase do projeto “Uma janela para o mundo – Leitura nas prisões”, que incentiva à leitura para agentes e internos no Sistema Penitenciário Federal.
Novembro: É contratado pelo Governo do Estado de São Paulo para ministrar oficinas de criação literária nos municípios paulistas, por meio do projeto Viagem Literária.
Participa como palestrante do evento Balada Literária – Pinheiros/SP
Dezembro: Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária VII” que reúne 22 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, assinou o prefácio.
Participa da antologia Cadernos Negros vol. 34 – Contos Afro-Brasileiros.


2012


Janeiro: Organiza e lança o CD de Literatura II, desta vez com 24 escritores, selecionados nas edições de agosto, setembro e outubro do sarau Pavio da Cultura.
Organiza e lança a antologia Comunidade do Conto, com seis autores.
Março: Lança o 8º Concurso Literário de Suzano – Edição Cora Coralina, aberto a todo o Brasil.
Abril: Promove o 1º Salão Internacional do Livro de Suzano, em parceria com a Prefeitura Municipal e com a empresa Spoladore Eventos.
O romance infanto-juvenil Peripécias de Minha Infância vira peça infantil através do grupo Laboratório de Manipulação.
Trouxe para a cidade de Suzano escritores e artistas como Antônio Abujamra, Antônio Skármeta, Maria Valéria Rezende, Heródoto Barbeiro, Menalton Braf, Marçal Aquino, Conceição Evaristo, Audálio Dantas e Rappin Hood.
Junho: Lança seu quinto livro, “Manteiga de Cacau”, com 12 contos que tratam das crises e conflitos do universo masculino.
Setembro: Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária VIII” que reúne 22 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, assinou o prefácio.
Profere palestra para os alunos do curso de Letras da UNICAMP.
Outubro: Em quatro meses de lançamento o livro “Manteiga de Cacau” vendeu quatro mil exemplares.
Profere palestra na 3ª edição do Salão do Livro de Presidente Prudente/SP.
Novembro: Participa de mesa temática no Simpósio de Letras (SIMPOL) da Universidade de Suzano.
Dezembro: Após oito anos como Coordenador Literário da Prefeitura de Suzano, deixa o cargo para se dedicar exclusivamente à sua carreira literária.


2013
Abril: Lança s sua biografia “Como a água do rio” editada pela Aeroplano Editora, dentro da coleção Tramas Urbanas.
Maio: Ministra em Suzano a oficina de criação literária “Literatura e Técnicas de Redação”.
Julho: Organiza junto com artistas da cidade de Suzano a 1ª Conferência Livre de Cultura, pois o poder público local se omitiu e não realizou a conferência.
Outubro: A convite da prefeitura de Mogi das Cruzes ministra oficina de leitura e escrita no Conjunto Jefferson, durante três meses. Como resultado final publica o fanzine 100% Jé, com as poesias dos meninos e das meninas de 10 à 16 anos.
Novembro: Convidado no projeto Viagem Literária circula pelas cidades de Rancharia, Piedade, Bastos, Palmital e Cerqueira César, ministrando palestras e divulgando seus livros.
É selecionado no edital do ProAC (Programa de Ação Cultural) em criação literária com o livro de contos “Brechó, Meia noite e Fantasia”.
Dezembro: Concede entrevista coletiva à imprensa para anunciar um pacote de projetos literários que beneficiará toda a região do Alto Tietê, formada por 11 municípios.
Participa, como palestrante, do projeto “Troca, troca de livros” da prefeitura da cidade do Rio de Janeiro.
 
2014
Março: Traz para Suzano o escritor João Anzanello Carrascoza.
É convidado a participar da criação do seriado Rua 9, projeto cinematográfico, como escritor argumentista.
Realiza o projeto “Comunidade do conto” dentro da Escola Estadual Oswaldo de Oliveira Lima, com uma oficina de criação literária e 4 edições da comunidade do conto, atingindo alunos e professores.
Maio: Participa como palestrante da FLIST – Feira Literária de Santa Teresa, no Rio de Janeiro.
Organiza e coordena o 1º Encontro de Autores Regionais, que movimentou a cidade de Suzano e trouxe autores de todas as 11 cidades do Alto Tietê. O projeto foi realizado entre os meses de fevereiro à maio e culminou com o evento final nos dias 29, 30 e 31 de maio, com visitação escolar e da comunidade local e regional.
Organiza a antologia Prosa rio abaixo, com 14 autores contistas do Alto Tietê, resultado da oficina de criação literária com o escritor João Anzanello Carrascoza.
Coordena a produção do Vídeo Literatura vol. III.
Julho: Participa, como palestrante convidado, do projeto “Quem Lê Enxerga Melhor” na Fábrica de Cultura do Jd. São Luiz – Zona Sul – SP.
Agosto: Inicia o projeto “Sarau da B” na cidade de Guarulhos – SP, onde coordena um sarau com vários artistas da cidade e do Alto Tietê.
Outubro: Participa, como palestrante convidado, do III Colóquio “Crítica da Cultura – A Política e as Letras” da Universidade Federal de São João Del Rei – MG.


2015

Junho: Ministra oficina de Criação Literária na “Biblioteca São Paulo”.
Outubro: Participa, como escritor convidado, do projeto Estante Viva, do Sesc Belenzinho – SP.
Novembro: Ministra palestra sobre seu livro “Estação Terminal” no Festival do Livro de São Miguel.

2016

Fevereiro: Inicia o projeto de sua autoria “Literatura das Bordas – Palestra Espetáculo” onde, entre os meses de fevereiro e abril, percorre junto com o cordelista Francis Gomes, 5 municípios nas 4 regiões do Brasil: Rio Branco – AC, Candelária – RS, João Pessoa – PB, Farias Brito – CE e Berilo – MG.
Inicia o projeto “Fanzine Vasto” dentro do projeto “Comunidade do Conto” que culmina na publicação de 4 edições do fanzine, sendo hum mil exemplares por edição.


Sacolinha é agitador cultural. Faz palestras, desenvolve eventos de literatura e ministra oficinas literárias e de incentivo à leitura.


PUBLICAÇÕES

Obra individual:
- Graduado em marginalidade. 1ª ed. São Paulo: Scortecci Editora, 2005;
- 85 Letras e um Disparo. 1ª ed. São Paulo: Editora Ilustra, 2006;
- 85 Letras e um Disparo. 2ª ed. São Paulo; Global Editora, 2007.;
- Graduado em marginalidade. 2ª ed. Rio Janeiro: Confraria do Vento Editora, 2009;
- Peripécias de Minha Infância. 1ª ed. São Paulo: Editora Nankin, 2010;
- Estação Terminal. 1ª ed. São Paulo: Editora Nankin, 2010;
- Manteiga de Cacau. 1ª ed. São Paulo: Editora Ilustra, 2012;
- Como a água do rio. 1ª ed. Rio de Janeiro: Editora Aeroplano, 2013.

Traduções:

- Je Suis Favela: 22 nouvelles inédites sur la favela. 1ª ed. Paris: Anacaona Editions, 2011;

- Io sono favela - racconti della letteratura brasiliana marginale contemporanea: 1ª ed. Itália: Anacaona Editions, 2012;
- NO-Retornable. Revista Eletrônica. Buenos Aires. 2012;
- ¡Cuidado con los poetas! Antología de Literatura Marginal de la Ciudad de San Pablo. 1ª ed. Buenos Aires; Tinta Limón Ediciones, 2014.


Participou das seguintes antologias:
- No limite da palavra. São Paulo: Scortecci Editora, 2004;
- Artez - antologia literária e artística (vol. V). São Paulo: Meireles Editorial, 2004;
- Rastilho de pólvora - antologia poética do sarau da Cooperifa. São Paulo: ed. dos autores, 2005;
- Cadernos Negros volumes 28, 29, 30, 31 e 32 - contos e poemas afro-brasileiros (orgs. Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa). São Paulo: Quilombhoje, 2005, 2006, 2007, 2008 e 2009;
- Antologia novos talentos da literatura brasileira. (org. Ademiro Alves – Sacolinha). São Paulo: Prefeitura Municipal de Suzano, 2007;
- Antologia Literatura no Brasil. São Paulo: Editora Ilustra, 2007;
- Antologia Amor Lúbrico – textos para serem lidos na cama. (org. Ademiro Alves - Sacolinha). São Paulo: Prefeitura Municipal de Suzano, 2008;
- Cadernos Negros – Três décadas. (orgs. Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa). São Paulo: Quilombhoje: Seppir, 2008;
- Racismo: São Paulo fala – cartas selecionadas da campanha cultural 120 anos de abolição. São Paulo: Governo do Estado de São Paulo, 2008;
- Antologia sarau afro-mix (orgs. Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa). São Paulo: Quilombhoje, 2009;
- Sarau do Binho. São Paulo: Edição independente, 2012;
- O que dizem os Umbigos. São Paulo: Edição independente, 2013;
- Antologia Prosa rio abaixo. (org. Ademiro Alves – Sacolinha). São Paulo: Editora Ilustra, 2014;


Prefaciou os seguintes livros:
- O trem – contestando a versão oficial. (autor: Alessandro Buzo). São Paulo: Editora Edicon, 2005;
- Noite adentro. (autor: Robson Canto). São Paulo: Edições Toró, 2007;
- Ecos do Silêncio (autor: Francis Gomes). São Paulo: All Print editora, 2011;
- Rastros de Palavras (autor: Hugo Paz). São Paulo: Editora Linear B, 2011;
- Memórias de Onã, de Marco Maida. São Paulo: Edição do autor, 2011;
- Não temos muito tempo, de Mano Cákis. São Paulo: Edição do autor, 2011;
- Sempre juntos, de Maria Lúcia. São Paulo: Editora Ilustra, 2014;
- Coroações, Débora Garcia. São Paulo: Editora Quilombhoje, 2014.


Participou das seguintes revistas:
- Revista Caros Amigos Literatura Marginal - ato III. São Paulo: Editora Casa Amarela, 2004;
- Revista Trajetória Literária número 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8. (org. Ademiro Alves - Sacolinha). São Paulo: Prefeitura Municipal de Suzano, 2005, 2006, 2007 e 2008;
- Revista Palmares II - Cultura afro-brasileira. Brasília: Fundação Cultural Palmares, 2006;
- Revista Grap – grafismo e poesia. São Paulo: Editora Unika, 2007;
- Revista Catarse. São Paulo: Editora Teatro da Neura, 2008;
- Revista Saúde e Sociedade. São Paulo: USP, 2009;

Teatro
- Pacífico Homem Bomba
- Peripécias de Minha Infância

Áudio e Vídeo
- Vídeo-documentário do Projeto Cultural Literatura no Brasil.
- Vídeo-documentário Literatura no Brasil II.
- Vídeo-Literatura/Projeto Experimental (poemas, contos e cordel)
- Vídeo-Documentário Pavio da Cultura 5 anos
- CD de Literatura I e II
- Vídeo-Literatura II e III

PRÊMIOS

- III Mostra de Talentos – Escola Oswaldo de Artes
- Universidade Mogi das Cruzes – Melhor interpretação e Melhor poesia
- Prêmio Cooperifa 1, 2, 3 e 4
- Prêmio Davi Capistrano – Cidade de Bauru
- Prêmio Netinho – Militância cultural

ENTREVISTAS

Rádio
- CBN – Programa Revista CBN
- Band News
- Rádio Globo
- Rádio ABC
- Rádio Metropolitana
- Rádio DS FM
- Rádio Unesp FM
- Rádio Sorriso FM – Candelária - RS

TV
- TV Diário (junho – 2007)
- Metrópolis – TV Cultura (agosto – 2007)
- Programa do Jô - Rede Globo de Televisão (outubro – 2007)
- ALLTV – TV pela internet (novembro – 2007)
- Programa Manos & Minas – TV Cultura (2008/2009/2010/2011/2012/2013)
- UPFTV – TV da Universidade de Passo Fundo – RS (agosto – 2008)
- TV USP – Programa Quarto Mundo – (novembro – 2008)
- Programa Provocações - TV Cultura (janeiro - 2009)
- Sala em debate – Canal Futura (outubro - 2009)
- JUSTV – TV pela internet (setembro 2010)
- Bom dia Amazônia – Sucursal Rede Globo (novembro – 2010)
- ABCD em Revista – TVT – São Bernardo do Campo – SP (fevereiro – 2012)
- Ideias em debate – Livre Opinião – São Carlos – SP (novembro – 2014)
- Suburbano Entrevista – Youtube – São Paulo – SP (fevereiro – 2016)

Revista
- Época
- Vida Simples
- Rap Brasil
- Da Rua
- Da Hora (revista do jornal Agora São Paulo)
- Almanaque Brasil

Jornais
- Folha de São Paulo
- Jornal da Tarde
- Estado de São Paulo
- Diário de São Paulo
- Agora São Paulo
- Diário de Suzano
- Diário de Mogi
- Mogi News
- Diário do Alto Tietê
- Jornal Sete
- Boletim do Kaos
- Folha Metropolitana

LUGARES DE VIDA E VIAGEM

- São Paulo
- Rio de Janeiro
- Minas Gerais
- Rio Grande do Sul
- Ceará
- Brasília
- Rondônia
- Paraná
- Rio Grande do Norte
- Mato Grosso do Sul
- Acre
- Paraíba

domingo, 16 de janeiro de 2011

Biografia

Ademiro Alves de Sousa
(São Paulo – S.P - 1983).

Sacolinha, nome artístico de Ademiro Alves de Sousa.
Graduado em Letras pela Universidade de Mogi das Cruzes.
Funcionário público da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Suzano

1983
Nasce no Hospital e Maternidade Pq. Dom Pedro II, em São Paulo, Ademiro Alves de Sousa, filho de Maria Natalina Alves e de pai não declarado.

1988


Ademiro começa a se sentir solitário na casa em que vive com sua mãe e seu padrasto. Proibido de sair à rua e ao quintal, e sem ter amigos, acaba adoecendo. Isso se torna freqüente até ele ir morar com a avó materna Geralda Alves de Sousa.

1991


Por completar idade em agosto, Ademiro só consegue ser matriculado na escola com oito anos. A partir daí passa a morar definitivamente com a avó no bairro de Itaquera em São Paulo.

1995


Com 12 anos vai entregar panfletos nos faróis das avenidas.

1997


Começa a trabalhar como cobrador de lotação no Metrô Itaquera.

1998
Muda-se para a cidade de Suzano.
Trabalha por seis meses como empacotador de mercadorias no supermercado.

1999


Volta a trabalhar como cobrador de lotação em Itaquera.

2001


Conclui o Ensino Médio sem ser reprovado em nenhum ano. Nesses anos ainda não existia a aprovação automática.

2002
Seu padrasto desaparece.
Sua mãe e seus dois irmãos vão morar na cidade de Suzano. Ademiro passa a morar com eles numa casa semi-construída e sem acabamentos e passa a ser o chefe da casa.
Começa a pegar gosto pela leitura.
Inicia sua atuação em movimentos sociais e passa a coordenar um programa de Rap na rádio comunitária Comunidade FM.
Começa a escrever.
Cria o Projeto Cultural Literatura no Brasil.

2003


Deixa a Lotação e passa a trabalhar numa revistaria no Metrô Itaquera.
É premiado no 2° Concurso “ARTEZ”, com o conto urbano “Um dia comum”.

2004


Começa a escrever o seu primeiro livro, o romance Graduado em Marginalidade.
Participa da revista Caros amigos "especial" ato III.
Participa da coletânea “ARTEZ” vol. V - Meireles editorial.
Termina a produção do seu primeiro livro.
Assume a presidência do Centro de pesquisas e desenvolvimento sócio cultural Negro Sim.
Escreve o conto “Pacífico Homem Bomba” que foi adaptado para o teatro.
Participa da Antologia “No limite da palavra”; editora Scortecci.
Participa da antologia poética: “O Rastilho da Pólvora” da Cooperifa, (Cooperativa Cultural da Periferia).

2005


É convidado para assumir na prefeitura de Suzano – SP, a Coordenadoria Literária da Secretaria Municipal de Cultura.
Seu estilo literário começa a ser estudado em universidades:
USP- Universidade de São Paulo.
UMC- Universidade de Mogi das Cruzes.
Anhembi Morumbi
Universidade Metodista
Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Cria o sarau Pavio da Cultura.
Lança oficialmente o seu primeiro livro. O romance contemporâneo “Graduado em Marginalidade” em Suzano - SP, pela editora Scortecci.
Lança o “Graduado em Marginalidade” em Cambuí, Minas Gerais.
Escreve o Posfácio do livro “O trem – Contestando a Versão Oficial”, do escritor Alessandro Buzo.
Começa a vender livros nas noites de São Paulo.
Inicia a produção do seu segundo livro: “85 Letras e um Disparo”.
Produz o Vídeo-documentário do Projeto Cultural Literatura no Brasil.
Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária”, que reúne 20 escritores inéditos e é resultado do 1º Concurso Literário de Suzano.
Participa do livro Cadernos Negros vol. 28 – Contos Afro-Brasileiros.
Recebe o “1º Prêmio Cooperifa”.
Funda oficialmente a Associação Cultural Literatura no Brasil, antes com o nome de “Projeto Cultural Literatura no Brasil”.
Trouxe para a cidade de Suzano os escritores Moacir Sclyar, Ignácio de Loyola Brandão e Fernando Bonassi.

2006


Ingressa no Curso de Letras da Universidade de Mogi das Cruzes.
Finaliza a produção do seu segundo livro, “85 Letras e um Disparo”.
Começa a produzir o seu terceiro livro, o romance “Estação Terminal”.
Escreve o conto “Devaneio” para a “Revista Palmares” – Cultura Afro-Brasileira nº 2 da Fundação Cultural Palmares – Governo Federal.
Inicia um projeto com uma série de palestras em escolas públicas e presídios, com o objetivo de incentivo à leitura.
Lança a sua segunda obra, “85 Letras e um Disparo” - livro de contos, pela editora Ilustra, em Suzano, SP.
É jurado da Seleção Cadernos Negros, volume 29.
Recebe dois prêmios literários na Universidade Mogi das Cruzes.
Novamente em parceria com a Prefeitura de Suzano, lança a revista “Trajetória Literária II” – Contos selecionados. Projeto que reúne 10 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, também fez o trabalho de revisão.
Participa da antologia Cadernos Negros vol. 29 – Poemas Afro-Brasileiros.
Recebe o “2º Prêmio Cooperifa”.
É jurado do 1º Concurso literário de contos e poesias da FEBEM (Fundação Estadual para o Bem Estar do Menor), atual Fundação CASA.


2007


Cria dentro da Associação Cultural Literatura no Brasil, o projeto “Sarau nas escolas” que percorre diversas escolas ao longo do ano.
Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano, a antologia “Novos Talentos da Literatura Brasileira”, que reúne 20 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, também fez o trabalho de revisão.
Escreve o prefácio do livro “Noite Adentro” de Robson Canto.
Lança oficialmente o I Concurso de Literatura Erótica da Região do Alto Tietê.
Concede entrevista ao Programa do Jô, da Rede Globo de Televisão.
Seus projetos literários junto com sua escrita são temas de trabalhos dos alunos de jornalismo da Faculdade Mackenzie.
Lança a segunda edição do livro “85 Letras e um Disparo” pela Global editora.
Dá entrevista para as seguintes rádios:
CBN – Programa Revista CBN
Band News
Rádio Globo
Rádio ABC
Rádio Metropolitana
Em parceria com a Ong. Ação Educativa lança a antologia “Literatura no Brasil” que contém poesias e contos dos membros da Associação Cultural Literatura no Brasil. Aqui, além da organização geral, também escreveu a apresentação e dois textos para compor a obra.
Inicia a escrita do romance infanto-juvenil “Peripécias de Minha Infância”
Participa da antologia Cadernos Negros vol. 30 – Contos Afro-Brasileiros.
Recebe o “3º Prêmio Cooperifa”.
Seus livros são temas de teses das faculdades:
UniCEUB: Centro Universitário de Brasília
PUC – Campinas
University of Utrecht – Faculty of Social Sciences - Holanda

2008
Ministra oficina de incentivo à leitura para 120 professores da rede pública de Suzano.
Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária III”que reúne 20 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, também fez o trabalho de revisão e assinou o prefácio.
Participa do seminário “Cadernos Negros – Três décadas” um momento histórico do movimento negro de São Paulo.
Participa da revista GRAP – Grafite e poesia, com o poema “Sedução”.
Num momento histórico leva para a cidade de Suzano o maior nome da cultura popular brasileira, Ariano Suassuna.
É convidado pela Prefeitura Municipal de Guarulhos para ministrar a oficina “Literatura e Técnicas de redação” na Biblioteca Monteiro Lobato.
Participa da revista Catarse – Publicada pelo grupo de teatro “Neura”
A poesia “A noite te convida” e o conto “Os prazeres de Sara” ambos de sua autoria são publicados na antologia “Cadernos Negros – Três décadas” publicação que reúne os 30 anos da Literatura Afro-Brasileira.
Participa ativamente do VII Congresso DST/Aids em Florianópolis, apresentando o projeto “Pavio Erótico” como um instrumento cultural de combate às DST.
Lança em parceria com a Secretaria de Saúde de Suzano o livro “Amor Lúbrico – Textos para serem lidos na cama” que reúne 22 autores de todo o Estado de São Paulo.
Numa iniciativa de descentralização da cultura no município de Suzano, o prefeito Marcelo Candido cria três novos centros culturais. O escritor Sacolinha é convidado para assumir a coordenação do Centro Cultural Boa Vista.
Ministra oficina de incentivo à leitura para 90 professores da rede pública de Suzano.
Concede entrevista para o programa Manos e Minas da TV Cultura e para a revista Vida Simples.
Visita a cidade de Passo Fundo - RS, onde ministra palestras e seminários sobre seu livro "85 Letras e um Disparo" em escolas, universidades e unidades da rede SESC.
Participa da antologia Cadernos Negros vol. 31 – Poemas Afro-Brasileiros.
Recebe o “4º Prêmio Cooperifa”.
Participa da revista “Não Funciona” nº18
Produz o Vídeo-documentário Literatura no Brasil vol. II
Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano, a revista “Trajetória Literária IV”que reúne 22 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, assinou o prefácio.
Conclui o Curso de Letras na Universidade de Mogi das Cruzes – SP.

2009


Junto com o poeta e amigo Denivaldo Araújo, navega no Rio Tietê descendo da cidade de Mogi das Cruzes até Suzano numa jangada feita de madeirite e garrafas pet.
Após essa experiência no rio, escreve o romance ecológico “O Homem que não mexia com a natureza”.
Casa-se com Irlandia Freitas dos Santos, com quem manteve um relacionamento desde 2003.
Concede entrevista para o programa "Provocações" da TV Cultura.
Concede entrevista para o jornal Diário de São Paulo
Concede entrevista para a rádio DS FM – Suzano – SP.
Ministra oficina de incentivo à leitura para 50 professores da rede pública de Suzano.
Cria o projeto “Varal Literário” que divulga escritores e poetas de Suzano.
Traz para Suzano o escritor e roteirista Paulo Lins.
Lança o 5º Concurso Literário de Suzano aberto a todo o Brasil.
Concede entrevista e é matéria de capa do jornal Boletim do Kaos.
Nasce Alanda Alves de Freitas, sua primeira filha.
Ministra oficina literária no Sesc Consolação - SP.
Ministra oficina literária na Casa das Rosas – SP.
Entre 2 mil projetos o livro Peripécias de Minha Infância de sua autoria é selecionado pela Bolsa FUNARTE de Criação Literária. A Fundação Nacional de Artes é um órgão do Ministério da Cultura – Governo Federal. Com essa bolsa o autor se dedica integralmente na produção do livro durante um período de 6 meses.
Lança a 2ª edição do romance Graduado em Marginalidade pela editora carioca Confraria do Vento.
Participa da antologia Cadernos Negros vol. 32 – Contos Afro-Brasileiros.
Produz o Vídeo-Literatura com oito integrantes da Associação Cultural Literatura no Brasil interpretando seus próprios textos.
Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária V” que reúne 22 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, assinou o prefácio.
O livro Estação Terminal é selecionado pelo ProAC nº 15 (Programa de Ação Cultural) da Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado de São Paulo, para produção e publicação.

2010


Conclui a escrita de “Peripécias de Minha Infância”.
Deixa o Centro Cultural Boa Vista para assumir a coordenação do Pavilhão da Cultura Afro Brasileira – Zumbi dos Palmares, espaço cultural focado na temática racial.
Em parceria com o escritor e cordelista Francis Gomes cria o projeto “Livro na Porta” que visita as escolas estaduais da região do Alto Tietê expondo livros à venda de autores regionais.
Levou para a cidade de Suzano os escritores Milton Hatoum, Zuenir Ventura, Chacal e João Carlos Marinho.
Lança o 6º Concurso Literário de Suzano – Edição Carolina Maria de Jesus, aberto a todo o Brasil.
Implanta o Ponto de Cultura “Círculo das Letras”, um Centro Cultural na periferia do Jardim Revista em Suzano, voltado para a Literatura.
Finaliza a produção do romance Estação Terminal.
Inicia a produção do projeto de áudio “CD de Literatura”.
O romance Graduado em Marginalidade é adotado pele rede de ensino SESI/Suzano para leitura obrigatória.
Faz lançamento duplo dos livros: Estação Terminal (romance) e Peripécias de Minha Infância (infanto-juvenil) e percorre todo o estado de São Paulo com o projeto “Caravana de Lançamentos” visitando cerca de 40 saraus.
É convidado pela UNESCO e pelos Ministérios da Justiça, Cultura, Educação e Desenvolvimento Agrário, para desenvolver o projeto “Uma janela para o mundo”, que incentiva à leitura para agentes e internos do Sistema Penitenciário Federal.
Inicia o projeto “Uma janela para o mundo” em parceria com a escritora paraibana Maria Valéria Rezende.
Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária VI”que reúne 22 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, assinou o prefácio.



2011
Organiza e lança o CD de Literatura, projeto de áudio e vídeo onde 17 escritores da Associação Cultural Literatura no Brasil interpretam seus próprios textos sem o auxílio de arranjos musicais, usando somente a voz e a entonação.
Participa da antologia “Je Suis Favela” publicada na França com participação de nove autores brasileiros.
Cria o projeto Comunidade do Conto, que incentiva a produção literária através de encontros mensais temáticos.
Participa da antologia “Je Suis Favela” publicada na França com participação de nove autores brasileiros.
Levou para a cidade de Suzano os escritores Fernando Gabeira, Ivana Arruda Leite e Sérgio Vaz.
Lança o 7º Concurso Literário de Suzano – Edição Moacyr Scliar, aberto a todo o Brasil.
Participa da Feira Literária Internacional de Poços de Caldas (Flipoços) MG.
É contratado pela Prefeitura de São Paulo para ministrar palestras através do Sistema Municipal de Bibliotecas nas unidades da cidade de São Paulo, dentro do projeto “O autor na biblioteca”.
A rede DS de Comunicação da cidade de Suzano cria a promoção Diário de Suzano + Escritor Sacolinha, onde os assinantes do jornal compram os livros do autor por um preço especial.
O livro de contos Manteiga de Cacau é selecionado pelo ProAC (Programa de Ação Cultural), da Secretaria de Estado da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, para produção e publicação em maio de 2012.
Realiza a 2ª fase do projeto “Uma janela para o mundo – Leitura nas prisões”, que incentiva à leitura para agentes e internos no Sistema Penitenciário Federal.
É contratado pelo Governo do Estado de São Paulo para ministrar oficinas de criação literária nos municípios paulistas, por meio do projeto Viagem Literária.
Participa como palestrante do evento Balada Literária – Pinheiros/SP
Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária VII” que reúne 22 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, assinou o prefácio.
Participa da antologia Cadernos Negros vol. 34 – Contos Afro-Brasileiros.
 


2012
Organiza e lança o CD de Literatura II, desta vez com 24 escritores, selecionados nas edições de agosto, setembro e outubro do sarau Pavio da Cultura.
Organiza e lança a antologia Comunidade do Conto, com seis autores.
Lança o 8º Concurso Literário de Suzano – Edição Cora Coralina, aberto a todo o Brasil.
Promove o 1º Salão Internacional do Livro de Suzano, em parceria com a Prefeitura Municipal e com a empresa Spoladore Eventos.
O romance infanto-juvenil Peripécias de Minha Infância vira peça infantil através do grupo Laboratório de Manipulação.
Trouxe para a cidade de Suzano escritores e artistas como Antônio Abujamra, Antônio Skármeta, Maria Valéria Rezende, Heródoto Barbeiro, Menalton Braf, Marçal Aquino, Conceição Evaristo, Audálio Dantas e Rappin Hood.
Lança seu quinto livro, “Manteiga de Cacau”, com 12 contos que tratam das crises e conflitos do universo masculino.
Lança em parceria com a Prefeitura de Suzano a revista “Trajetória Literária VIII” que reúne 22 escritores inéditos. Aqui, além da organização geral, assinou o prefácio.
Profere palestra para os alunos do curso de Letras da UNICAMP.
Em quatro meses de lançamento o livro “Manteiga de Cacau” vendeu quatro mil exemplares.
Profere palestra na 3ª edição do Salão do Livro de Presidente Prudente/SP.
Participa de mesa temática no Simpósio de Letras (SIMPOL) da Universidade de Suzano.
Após oito anos como Coordenador Literário da Prefeitura de Suzano, deixa o cargo para se dedicar exclusivamente à sua carreira literária.


2013
Lança s sua biografia “Como a água do rio” editada pela Aeroplano Editora, dentro da coleção Tramas Urbanas.
Organiza junto com artistas da cidade de Suzano a 1ª Conferência Livre de Cultura, pois o poder público local se omitiu e não realizou a conferência.
Ministra em Suzano a oficina de criação literária “Literatura e Técnicas de Redação”.
Convidado no projeto Viagem Literária circula pelas cidades de Rancharia, Piedade, Bastos, Palmital e Cerqueira César, ministrando palestras e divulgando seus livros.
Concede entrevista coletiva à imprensa para anunciar um pacote de projetos literários que beneficiará toda a região do Alto Tietê, formada por 11 municípios.
Participa, como palestrante, do projeto “Troca, troca de livros” da prefeitura da cidade do Rio de Janeiro.
É selecionado no edital do ProAC (Programa de Ação Cultural) em criação literária com o livro de contos “Brechó, Meia noite e Fantasia”.
A convite da prefeitura de Mogi das Cruzes ministra oficina de leitura e escrita no Conjunto Jefferson, durante três meses. Como resultado final publica o fanzine 100% Jé, com as poesias dos meninos e das meninas de 10 à 16 anos.
  
2014
Traz para Suzano o escritor João Anzanello Carrascoza.
É convidado a participar da criação do seriado Rua 9, projeto cinematográfico, como escritor argumentista.
Realiza o projeto “Comunidade do conto” dentro da Escola Estadual Oswaldo de Oliveira Lima, com uma oficina de criação literária e 4 edições da comunidade do conto, atingindo alunos e professores.
Participa como palestrante da FLIST – Feira Literária de Santa Teresa, no Rio de Janeiro.
Organiza e coordena o 1º Encontro de Autores Regionais, que movimentou a cidade de Suzano e trouxe autores de todas as 11 cidades do Alto Tietê. O projeto foi realizado entre os meses de fevereiro à maio e culminou com o evento final nos dias 29, 30 e 31 de maio, com visitação escolar e da comunidade local e regional.
Organiza a antologia Prosa rio abaixo, com 14 autores contistas do Alto Tietê, resultado da oficina de criação literária com o escritor João Anzanello Carrascoza.
Coordena a produção do Vídeo Literatura vol. III
Participa, como palestrante convidado, do projeto “Quem Lê Enxerga Melhor” na Fábrica de Cultura do Jd. São Luiz – Zona Sul – SP.
Inicia o projeto “Sarau da B” na cidade de Guarulhos – SP, onde coordena um sarau com vários artistas da cidade e do Alto Tietê.
Participa, como palestrante convidado, do III Colóquio “Crítica da Cultura – A Política e as Letras” da Universidade Federal de São João Del Rei – MG.


2015
Ministra oficina de Criação Literária na “Biblioteca São Paulo”.
Outubro: Participa, como escritor convidado, do projeto Estante Viva, do Sesc Belenzinho – SP.
Ministra palestra sobre seu livro “Estação Terminal” no Festival do Livro de São Miguel.

2016
Inicia o projeto de sua autoria “Literatura das Bordas – Palestra Espetáculo” onde, entre os meses de fevereiro e abril, percorre junto com o cordelista Francis Gomes, 5 municípios nas 4 regiões do Brasil: Rio Branco – AC, Candelária – RS, João Pessoa – PB, Farias Brito – CE e Berilo – MG.
Inicia o projeto “Fanzine Vasto” dentro do projeto “Comunidade do Conto” que culmina na publicação de 4 edições do fanzine, sendo hum mil exemplares por edição.


Sacolinha é agitador cultural. Faz palestras, desenvolve eventos de literatura e ministra oficinas literárias e de incentivo à leitura.


PUBLICAÇÕES

Obra individual:
- Graduado em marginalidade. 1ª ed. São Paulo: Scortecci Editora, 2005;
- 85 Letras e um Disparo. 1ª ed. São Paulo: Editora Ilustra, 2006;
- 85 Letras e um Disparo. 2ª ed. São Paulo; Global Editora, 2007.;
- Graduado em marginalidade. 2ª ed. Rio Janeiro: Confraria do Vento Editora, 2009;
- Peripécias de Minha Infância. 1ª ed. São Paulo: Editora Nankin, 2010;
- Estação Terminal. 1ª ed. São Paulo: Editora Nankin, 2010;
- Manteiga de Cacau. 1ª ed. São Paulo: Editora Ilustra, 2012;
- Como a água do rio. 1ª ed. Rio de Janeiro: Editora Aeroplano, 2013.

Traduções:

- Je Suis Favela: 22 nouvelles inédites sur la favela. 1ª ed. Paris: Anacaona Editions, 2011;

- Io sono favela - racconti della letteratura brasiliana marginale contemporanea: 1ª ed. Itália: Anacaona Editions, 2012;
- NO-Retornable. Revista Eletrônica. Buenos Aires. 2012;
- ¡Cuidado con los poetas! Antología de Literatura Marginal de la Ciudad de San Pablo. 1ª ed. Buenos Aires; Tinta Limón Ediciones, 2014.


Participou das seguintes antologias:
- No limite da palavra. São Paulo: Scortecci Editora, 2004;
- Artez - antologia literária e artística (vol. V). São Paulo: Meireles Editorial, 2004;
- Rastilho de pólvora - antologia poética do sarau da Cooperifa. São Paulo: ed. dos autores, 2005;
- Cadernos Negros volumes 28, 29, 30, 31 e 32 - contos e poemas afro-brasileiros (orgs. Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa). São Paulo: Quilombhoje, 2005, 2006, 2007, 2008 e 2009;
- Antologia novos talentos da literatura brasileira. (org. Ademiro Alves – Sacolinha). São Paulo: Prefeitura Municipal de Suzano, 2007;
- Antologia Literatura no Brasil. São Paulo: Editora Ilustra, 2007;
- Antologia Amor Lúbrico – textos para serem lidos na cama. (org. Ademiro Alves - Sacolinha). São Paulo: Prefeitura Municipal de Suzano, 2008;
- Cadernos Negros – Três décadas. (orgs. Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa). São Paulo: Quilombhoje: Seppir, 2008;
- Racismo: São Paulo fala – cartas selecionadas da campanha cultural 120 anos de abolição. São Paulo: Governo do Estado de São Paulo, 2008;
- Antologia sarau afro-mix (orgs. Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa). São Paulo: Quilombhoje, 2009;
- Sarau do Binho. São Paulo: Edição independente, 2012;
- O que dizem os Umbigos. São Paulo: Edição independente, 2013;
- Antologia Prosa rio abaixo. (org. Ademiro Alves – Sacolinha). São Paulo: Editora Ilustra, 2014;


Prefaciou os seguintes livros:
- O trem – contestando a versão oficial. (autor: Alessandro Buzo). São Paulo: Editora Edicon, 2005;
- Noite adentro. (autor: Robson Canto). São Paulo: Edições Toró, 2007;
- Ecos do Silêncio (autor: Francis Gomes). São Paulo: All Print editora, 2011;
- Rastros de Palavras (autor: Hugo Paz). São Paulo: Editora Linear B, 2011;
- Memórias de Onã, de Marco Maida. São Paulo: Edição do autor, 2011;
- Não temos muito tempo, de Mano Cákis. São Paulo: Edição do autor, 2011;
- Sempre juntos, de Maria Lúcia. São Paulo: Editora Ilustra, 2014;
- Coroações, Débora Garcia. São Paulo: Editora Quilombhoje, 2014.


Participou das seguintes revistas:
- Revista Caros Amigos Literatura Marginal - ato III. São Paulo: Editora Casa Amarela, 2004;
- Revista Trajetória Literária número 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8. (org. Ademiro Alves - Sacolinha). São Paulo: Prefeitura Municipal de Suzano, 2005, 2006, 2007 e 2008;
- Revista Palmares II - Cultura afro-brasileira. Brasília: Fundação Cultural Palmares, 2006;
- Revista Grap – grafismo e poesia. São Paulo: Editora Unika, 2007;
- Revista Catarse. São Paulo: Editora Teatro da Neura, 2008;
- Revista Saúde e Sociedade. São Paulo: USP, 2009;

Teatro
- Pacífico Homem Bomba
- Peripécias de Minha Infância

Áudio e Vídeo
- Vídeo-documentário do Projeto Cultural Literatura no Brasil.
- Vídeo-documentário Literatura no Brasil II.
- Vídeo-Literatura/Projeto Experimental (poemas, contos e cordel)
- Vídeo-Documentário Pavio da Cultura 5 anos
- CD de Literatura I e II
- Vídeo-Literatura II e III

PRÊMIOS

- III Mostra de Talentos – Escola Oswaldo de Artes
- Universidade Mogi das Cruzes – Melhor interpretação e Melhor poesia
- Prêmio Cooperifa 1, 2, 3 e 4
- Prêmio Davi Capistrano – Cidade de Bauru
- Prêmio Netinho – Militância cultural

ENTREVISTAS

Rádio
- CBN – Programa Revista CBN
- Band News
- Rádio Globo
- Rádio ABC
- Rádio Metropolitana
- Rádio DS FM
- Rádio Unesp FM
- Rádio Sorriso FM – Candelária - RS

TV
- TV Diário (junho – 2007)
- Metrópolis – TV Cultura (agosto – 2007)
- Programa do Jô - Rede Globo de Televisão (outubro – 2007)
- ALLTV – TV pela internet (novembro – 2007)
- Programa Manos & Minas – TV Cultura (2008/2009/2010/2011/2012/2013)
- UPFTV – TV da Universidade de Passo Fundo – RS (agosto – 2008)
- TV USP – Programa Quarto Mundo – (novembro – 2008)
- Programa Provocações - TV Cultura (janeiro - 2009)
- Sala em debate – Canal Futura (outubro - 2009)
- JUSTV – TV pela internet (setembro 2010)
- Bom dia Amazônia – Sucursal Rede Globo (novembro – 2010)
- ABCD em Revista – TVT – São Bernardo do Campo – SP (fevereiro – 2012)
- Ideias em debate – Livre Opinião – São Carlos – SP (novembro – 2014)
- Suburbano Entrevista – Youtube – São Paulo – SP (fevereiro – 2016)

Revista
- Época
- Vida Simples
- Rap Brasil
- Da Rua
- Da Hora (revista do jornal Agora São Paulo)
- Almanaque Brasil

Jornais
- Folha de São Paulo
- Jornal da Tarde
- Estado de São Paulo
- Diário de São Paulo
- Agora São Paulo
- Diário de Suzano
- Diário de Mogi
- Mogi News
- Diário do Alto Tietê
- Jornal Sete
- Boletim do Kaos
- Folha Metropolitana

LUGARES DE VIDA E VIAGEM

- São Paulo
- Rio de Janeiro
- Minas Gerais
- Rio Grande do Sul
- Ceará
- Brasília
- Rondônia
- Paraná
- Rio Grande do Norte
- Mato Grosso do Sul
- Acre
- Paraíba